quinta-feira, junho 17, 2004


Faena De Mar

Carlos Tê / Rui Veloso


Fiz-me à estrada de lisboa sem um chavo na algibeira queria aprender um ofício e fazer uma carreira
Vindo do ribatejo lá onde o touro se pega
Picado pela fome e a fugir da peste negra

Ao fim de três semanas vivia de caridade
Com a turma de mendigos que pedia pela cidade
Ouvi lêr um edital na rua dos tintureiros
A pedir gente de brega soldados e marinheiros

Pelo soldo pela comida sem medo de ir à aventura
Era mesmo essa a vida de que eu vinha à procura
Ao passar no cais de alfama vi grandes preparativos
Dei o nome ao escrivão e juntei-me aos efectivos

Aguenta toureiro ensaia a tua faena
O touro é sendeiro e escorrega muito a arena
Toureia o destino improvisa a tua finta
É sobre o joelho que melhor se tira a pinta

Veio o dia da largada ondulavam os pendões
Faltava gente à armada tiveram de ir às prisões
Arrebanhar voluntários entre a nata da escumalha
Rufiões e salafrários grandes barões da navalha

Havia choro no cais e despedidas sem fim
E eu triste e feliz por ninguém chorar por mim
Pouco antes de zarpar foi tudo benzido a bordo
Dizem que azul é o mar mas quem me diz onde é bombordo

Aprendi depressa as lides como deve um bom peão
Conhecer a manha ao bicho é ter meia salvação
Já navega a nossa armada tão vistosa e colorida
Com tão nobre guarnição ninguém a leva de vencida

Aguenta marujo faz das tripas coração
A pátria é pequena mas o improviso não
Aprende-se mais com os portugueses num dia
Do que se aprende com romanos em cem anos

3 comentários:

Anónimo disse...

o que significa a expressão Faena do Mar( o título)?

Anónimo disse...

burra nao sabes oké isso

Anónimo disse...

Faena julgo que tenha a ver com tourada, aqueles movimentos que o toureiro faz com a "manta" (muleta).

Deduzo então que o título da música tenha a ver com a tentativa das personagens da música/portugas lançados em barcaças tentarem dominar o mar...